quarta-feira, 12 de abril de 2017

Tríduo Pascal

Tríduo Pascal

Tema geral a ser tratado no Tríduo Pascal

1. Entrega
Quinta-feira Santa - O Lava pés é nossa entrega no serviço, cujo cume é a Eucaristia, o corpo e sangue oferecidos por Jesus, prefigurado no Cordeiro Pascal, por isso erguemos o cálice fazendo memória dessa entrega.
Sexta-feira Santa -  “Ó Pai em tuas mãos entrego meu espírito” Adoramos o servo do Senhor, aquele que padeceu e morreu, como ovelha no matadouro, para a salvação do mundo, entrega do Grande Sacerdote que se oferece a si mesmo por nós.
Sábado Santo - A Entrega de deus pela humanidade começa com a Criação, chamando o ser humano a vida, passando pela entrega da fé de Abraão, e Deus que intervém para libertação do povo do Egito, sendo o resultado dessa entrega, a ressurreição, pois se mortos com Cristo no batismo, ressuscitaremos com Ele.
Domingo de Páscoa - O Testemunho da ressurreição perpassa  a História, junto com Maria Madalena e com Pedro, testemunharemos Jesus Cristo, morto e ressuscitado até o Dia em que nossa vida se revestir de glória e proclamarmos: “Este é o dia que o Senhor fez para nós, alegremo-nos e nele exultemos”.

2. Sacerdócio
Quinta-feira Santa - o Sacerdócio de Cristo é participado pelo Batismo e pela Eucaristia, queremos celebrar a Páscoa para que possamos pela graça recebida lavar os pés uns dos outros. O Sacerdócio ministerial deve ser vivido também a partir da celebração eucarística.
Sexta-feira Santa - Água e sangue jorram da cruz, até hoje queremos viver do Sangue e da Água que brotam da entrega do Servo, nessa água e sangue nos entregamos ao pai num verdadeiro sacerdócio.
Sábado Santo - Sacerdote, uma etimologia, é dar o sagrado, primeiramente nos é dado o sagrado na Criação, Abraão é exemplo da procura de exercer o sacrifício no seu filho Isaac, a saída do Egito é para celebrar no Sinai, até a Ressurreição, quando Deus será tudo em todos, já vivendo esse sacerdócio no batismo.
Domingo de Páscoa - O Testemunho da ressurreição perpassa  a História, junto com Maria Madalena e com Pedro, testemunharemos Jesus Cristo, morto e ressuscitado até o Dia em que nossa vida se revestir de glória e proclamarmos: “Este é o dia que o Senhor fez para nós, alegremo-nos e nele exultemos”.

3 Paz
Quinta-feira santa - a paz é estar plenamente unido a Deus, Verdade plena, plenitude de paz que se realiza no lava pés, no amor, pela força da Eucaristia.
Sexta-feira santa - o sofrimento do servo, ele carregou nossas feridas, Jesus é a realização, todo o sofrimento é para que a humanidade se reconciliasse com Deus, aí sim, podemos nos aproximar com toda a confiança do Trono de Deus.
Sábado Santo - a humanidade foi chamada a vida para estar em paz com Deus, com o pecado acontece uma ruptura, o sacrifício de Abraão, o sacrifício da Páscoa, até a morte e Ressurreição, é a história de Deus que quer o homem junto de si, em plena comunhão. Que a vivência do Batismo nos faça experimentar a Paz do Ressuscitado: A paz esteja convosco.
Domingo de Páscoa - O Testemunho da ressurreição perpassa  a História, junto com Maria Madalena e com Pedro, testemunharemos Jesus Cristo, morto e ressuscitado até o Dia em que nossa vida se revestir de glória e proclamarmos: “Este é o dia que o Senhor fez para nós, alegremo-nos e nele exultemos”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário