quinta-feira, 9 de junho de 2016

16º Domingo do Tempo Comum C

16º Domingo do Tempo Comum C

1. Informações básicas
- Uma só coisa é necessária
- Oração – Repletos de fé, esperança e caridade.
Leitura Gn 18,1-10; Sl 14; Col 1,24-28; Lc 10, 38-42.


1º Esquema
“Tu te preocupas e andas agitada por muitas coisas” A admoestação de Jesus para Marta não é pelo trabalho, mas sim pela dispersão, Marta não coloca seu coração no Mestre mas tem várias preocupações em seu coração, diferentemente de Abraão que se dedicou totalmente aos visitantes divinos e por isso foi abençoado com uma promessa, nós também a partir do nosso próprio sofrimento nos dedicamos ao Pai por Cristo no Espírito em Igreja, a ela servimos e queremos dedicar toda a nossa vida, morar na casa do Senhor para sempre.

2º esquema
“Uma só coisa é necessária”. Só uma coisa, só o Um é necessário, que é Deus, seja contemplando o Senhor, seja trabalhando, tudo deve referir a Deus, em tudo em nossa vida devemos nos dedicar a Deus, ser contemplativos na ação, nem alienados do mundo e nem ativistas que confiam na própria obra, mas como Abraão pela dedicação servir a Deus nos visitantes divinos, nós também queremos descobrir o mistério escondido em Cristo Jesus manifestado em nossa vida, nos irmãos e na Liturgia, para sempre estar na presença do Senhor em nossos atos, ser daqueles que caminham sem pecado.  

3º esquema

“Maria escolheu a melhor parte e este não lhe será tirada”. Escolher o bem maior em meio a bens aparentes ou passageiros é a arte de ser cristão, contemplar a criação e nela ver a ação de Cristo, assim Abraão acolheu a presença divina em seus hóspedes e recebe a promessa de um filho, pois também escolheu a melhor parte pela sua ação amorosa, nós também queremos acolher a presença de Cristo no mundo, para que em união com Cristo em nosso sofrimento, nos dedicando a Igreja, anunciar a obra da salvação, por isso felicidade perfeita é escolher a Deus em meio ao que passa, para assim permanecer em sua presença para sempre. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário