sexta-feira, 3 de julho de 2015

21º Domingo do Tempo Comum B

21º Domingo do Tempo Comum B

1. Informações básicas
- Tu tens palavras de vida eterna
- Oração – fixar os corações nas verdadeiras alegrias
- Js 24,2-3.15-18; Sl 33; Ef 5,21-32; Jo 6,60-69

1º Esquema
Tu tens palavras de vida eterna... Terminando o discurso sobre o Pão da Vida, a opção de muitos é ir embora, diante do questionar da fé feito por Jesus, Pedro proclama que Jesus tem palavras de vida eterna. Hoje diante da mercantilização da fé, da fluidez dos testemunhos e materialização nos relacionamentos com Deus, esquecemos que o que importa é a vida eterna, pedir a Deus que tenhamos a fibra de Josué de optar por servir somente a Deus e saber que temos liberdade para não fazê-lo, nessa perspectiva queremos ter as relações familiares, que bebam da Entrega Eterna de Cristo e que o louvor de Deus esteja em nossa boca e em nossa vida.


2º esquema
“Vós também vos quereis ir embora?””...Diante da falta de fé de alguns discípulos Jesus coloca a todos a oportunidade de ir embora, Deus quer seus filhos livres a opção por Ele deve brotar de um coração que ama, por isso Josué também coloca ao povo, após ter passado pelo deserto, escolhei hoje a quem quereis servir, hoje também temos que optar diante de tantas ofertas feitas, de tanto sofrimento e dor, somos livres por optar por Deus, ter a Ele como o Único necessário, que nos dá não somente algo para vivermos agora, também, mas que nos dá palavras de vida eterna, queremos tendo em nós a Entrega de Cristo verdadeiramente amar e provar quanto é suave é o Senhor e para sempre nos entregarmos ao Senhor em sua Aliança.

3º esquema
As palavras que vos falei são espírito e vida... A vida eterna é uma aspiração humana, queremos vida e mais vida, a Eucaristia é a fonte dessa vida eterna, e somos livres para nos aproximar do serviço do altar e ter a vida em nós. Como Josué saber que a vida da família e o amor familiar somente pode existir na medida em que servimos a Deus, é o que São Paulo coloca na segunda leitura, somente pode haver amor verdadeiro entre homem e mulher na medida em que o Amor de Cristo santifica o amor familiar, por isso que Deus nos faça provar sempre de sua suavidade para que nosso amor seja verdadeiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário