sábado, 31 de janeiro de 2015

6º Domingo do Tempo comum B

6º Domingo do Tempo comum B

1.                  Informações básicas
- Deus se compadece de nós.
- Oração – Pela Graça Deus possa habitar em nós.
- Leituras: 2 Rs 5,9-14; Sl 31; 1 Cor 10,31-11,1; Mc 1,40-45.


2. Esquemas

Observação: a lepra, no contexto do Antigo Testamento, poderia ser qualquer doença de pele, essa doença impedia o ser humano de se relacionar, era excluído da comunidade e somente poderia ser reintegrado pela atestação da cura por um sacerdote.


1º Esquema
Jesus cheio de compaixão... Diante do leproso, Jesus sente compaixão e sem se preocupar com qualquer impureza ritual estende a mão sobre o leproso e toca, Jesus reintegra o leproso pelo toque e pela cura, Deus se mostra nesse gesto acolhendo a todos, como acolheu a submissão de Naamã perante a exigência de Eliseu, São Paulo mostra o caminho de agir como Deus age, procurando agradar a todos em tudo, sendo ícone da acolhida de Deus, que cada um de nós pelo reconhecimento da própria limitação, acolher a misericórdia de Deus e ser o seu rosto para o mundo.


2º Esquema
“Se queres tem o poder de curar-me”, a lepra pode ser vista como um símbolo do pecado que nos afasta do relacionamento conosco mesmos, com Deus e com o próximo, por isso a frase do leproso deve ser a de cada um de nós, submetendo-se à misericórdia de Deus. Devemos como Naamã, engolir nosso orgulho e se submeter ao Senhor no Batismo, de tal modo que nossa vida seja para a Glória de Deus, um Louvor de Deus, proclamando “Feliz o homem que foi perdoado”.

3º Esquema

Nenhum comentário:

Postar um comentário