quinta-feira, 27 de novembro de 2014

4º Domingo do Advento B

4º Domingo do Advento B

1.                   Informações básicas
- Eis que conceberás...
- Oração –  conhecendo pela mensagem do anjo a encarnação de vosso Filho.
- Leituras:2Sm7,1-5.8-12.14.16; Sl 88; Rm 16,25-27; Lc 1,26-38.


2. Esquemas

1º Esquema
Eis que conceberás... Na proximidade do Natal, o mistério da Encarnação é vivido na Liturgia do quarto domingo do Advento. Maria, a cheia de graça, acolhe em seu seio o Verbo de Deus, a salvação é propiciada pelo sim de Maria, sim que acolhe a promessa dada a Davi de que um filho seu, seria assumido totalmente por Deus, a epifania do mistério se aproxima, mistério manifestado na História, que consiste na essência do Cristianismo. A esse mistério manifestado, da encarnação do Verbo e seu nascimento, somos chamados a participar no Natal.


2º Esquema
Alegra-te, cheia de graça... O espírito do Natal, é a gratuidade que nos proporciona uma alegria que brota da graça de Deus, a exemplo de Maria Santíssima, esse espírito brota da encarnação do Verbo, mistério manifestado na carne, e que nos exige a obediência da fé, por isso o melhor modo de nos prepararmos para o Natal é a acolher o Dom da Redenção, que cada presente, cada desejo, que a preparação das mesas, esteja presente esse espírito de Doação de Deus, que nos faz ser doantes também a nossos irmãos e irmãs, e assim cantantes do amor de Deus. .


3º Esquema
Eis que conceberás e darás a luz um filho... Deus nos salva por uma família constituída, o Verbo encarna-se e assume todo o processo de formação humana numa família, e a Mãe aqui acolhe-o com Fé, acolhe o filho de Davi, que tem a Deus por Pai, como cumprimento da profecia de Natan. A salvação cristã não é somente um pensamento positivo reforçado a cada ano, mas é Deus que adentra à História humana para redimi-la, hoje é o momento de acolhermos esse mistério manifestado na carne, o nosso sim se assemlhe ao de Maria, para que também participemos da Aliança do Senhor.  

3º Domingo do Advento B

3º Domingo do Advento B

1.                   Informações básicas
- Surgiu um homem...
- Oração –  celebrar as alegrias da salvação com intenso júbilo na solene liturgia.
- Leituras: Is 61, 1-2.10-11; Lc 1; 1Ts 5, 16-24; Jo1,6-8.19-28.


2. Esquemas

1º Esquema
Surgiu um homem, João Batista é aquele que com o seu batismo de conversão aponta para a Luz, dá testemunho da luz, testemunho daquele que é o ungido que vem para curar as feridas da alma, para doar a salvação, a nós que vamos ao seu encontro com um espírito sem mancha, devemos ter o mesmo espírito do Batista, para que obtendo a alegria da salvação celebrada e vivida na solene liturgia testemunhemos perante o mundo aquele que trouxe e traz a salvação, a Luz.


2º Esquema
Dar testemunho da Luz para que todos chegassem à fé por meio dele, somos aqueles que hoje pelo batismo recebido damos testemunho da luz, e nosso testemunho é apontar para a humanidade que aquele que veio, traz hoje a justiça e a salvação, por isso preparar o Natal é celebrar a alegria da Salvação na Liturgia para testemunhá-la no mundo.


3º Esquema
Não sou digno, o Advento nos faz assumir perante Deus o que somos, primeiramente apontando o que não somos, e a partir daí assumir nossa vocação de testemunha da Luz que veio e vem ao mundo, assumindo na Liturgia a salvação que o Ungido, o Messias, nos trouxe, a redenção e a liberdade verdadeiras, para que com Maria possamos engrandecer ao Senhor que fez e faz maravilhas.  

2º Domingo do Advento B

2º Domingo do Advento B

1.                   Informações básicas
-Preparai o caminho do Senhor.
- Oração –  nenhuma atividade impeça correr ao encontro de Cristo.
- Leituras: Is 40,1-5.9-11; Sl 84; 2Pd3,8-14; Mc 1, 1-8.


2. Esquemas

1º Esquema
Preparai o caminho do Senhor....a exemplo do mensageiro que ia a frente dos exilados que voltavam para Jerusalém após o exílio, nós devemos preparar o caminho do Senhor, como João Batista o fez, através da conversão, através da graça batismal que faz abaixar as veredas do coração e assim alegres irmos ao encontro do Senhor, essa expectativa deve ser encarada como uma verdadeira esperança de que justiça e amor se abraçarão na vinda do Senhor.


2º Esquema
Eis que envio o meu mensageiro a tua frente, a preparação do caminho para os exilados que voltam, bem como a preparação de João Batista para a vinda daquele que é mais forte, devem ser modelos para a nossa preparação para a vinda do Senhor, através de uma conversão profunda movida pela graça de Deus e do ouvir sua Palavra, para que o Dia do Senhor que virá quando não esperamos nos encontre preparados e fruiremos então a bondade e a salvação que se manifestarão.


3º Esquema
Ele vos batizará com o Espírito Santo, o ser humano é convidado a contemplar os sinais de Deus na criação, por isso a volta do exílio é uma grande alegria, bem como a conversão anunciada pelo Batista, mas é incomparável aos sinais da vinda do Senhor em nossa vida, por isso, o Senhor já nos imergiu no seu Espírito no dia de nosso Batismo, e queremos cada vez mais movidos pelo Espírito nos preparar para a sua vinda, novos céus e nova terra, vendo aqui sinais desse Reino Definitivo, sinais de justiça e caridade, que nesse Reino serão plenos. 

1º Domingo do Advento B

1º Domingo do Advento B

1.                   Informações básicas
-Expectativa pela vinda do Senhor.
- Oração –  ardente desejo pelo Reino celeste.
- Leituras: Is 63, 16-17.19;64,2-7; Sl 79 (80); 1 Cor 1, 3-9; Mc 13,33-37.


2. Esquemas

1º Esquema
O que vos digo, digo a todos: vigiai! Nesse tempo do advento nos é pedida uma alegre espectativa, e nesse primeiro domingo é nos ordenado: Vigiai. Em grego, gregoreite, advindo do verbo egeiro, que quer dizer ficar em pé, a posição do ressuscitado, essa é a expectativa que o Senhor quer, que de nosso coração brotasse o brado do profeta, ah se rompêsseis o céu e descêsseis, acorrendo ao Senhor com nossas boas obras, aguardando a vinda do Senhor, do encontro com Ele.


2º Esquema
Ficai atentos, ficar de pé na posição de ressuscitado não basta, o bom empregado que vigia é aquele que contempla o mundo buscando os sinais de Deus e segui-lo através de suas boas obras, para que estas deixem de ser pano sujo, e possam tornar-se testemunho do Senhor que vem, por isso São Paulo pode dizer a comunidade de Corinto que não falta dom algum, tudo o Senhor nos dá para irmos ao seu encontro, por isso sem medo servil queremos aqui e na eternidade contemplar a face de Deus.


3º Esquema
Distribuindo a cada um sua tarefa... A nossa vocação não é um privilégio, mas um serviço, que ao fazermos na graça de Deus se torna um louvor e não um pano sujo pelo orgulho humano, vocação que é específica, cada um tem sua tarefa dada por Deus e se não a fizermos, outros poderão suprir, mas é dada a nós, Vigiar é trabalhar pelo Reino, é ir ao encontro do Senhor com nossas boas obras, por isso que possamos ir ao encontro do Senhor da Vinha e dar-lhe o que lhe pertence.

Cristo Rei A

Cristo Rei A

1.                   Informações básicas
- o Reinado Eterno 
- Oração – libertos e servindo à Vossa Majestade.
- Leituras: Ez 34,11-12.15-17; Sl 22; 1Cor15,20-26.28; Mt 25,31-46.

2. Esquemas

1º Esquema
Assentará em seu trono glorioso... Cristo morto e ressuscitado, que teve por trono sua cruz, agora glorioso julgará o Universo, e o critério de julgamento é o trono da misericórdia, seremos julgados pelas nossas ações amorosas, que produziram vida no outro, mesmo que não o reconheçamos, nossas ações reconhecem na pessoa do outro o Cristo. Este é o julgamento do Rei, é a misericórdia que separa ovelhas de cabritos, ou como no livro de Ezequiel carneiros de bodes; por isso, no Novo Adão, podemos hoje, entrar no reinado de Cristo, destruindo a morte e produzindo vida, mostrando que Ele é o nosso pastor.

2º Esquema
Eu estava com fome e me destes de comer... . Os benditos encontram o Cristo em cada ser humano, supõe e pressupõe o bem em cada pessoa humana, e fazem o bem a esses mesmos humanos. Mesmo em prisioneiros que estão presos por alguma maldade o cristão é chamado a reconhecer a presença de Deus neles. Cada vez que fizestes a cada um dos menores de meus irmãos foi a mim. O Rei dos reis, pela sua morte e ressurreição está ligado a cada ser humano, não importando cor, nacionalidade ou religião. O olhar de cada ação amorosa atinge a eternidade quando tudo será submetido a Deus, quando a felicidade atingirá os tempos infinitos.

3º Esquema
Castigo eterno e vida eterna... As nossas decisões têm um peso de eternidade, se rezamos e participamos da missa é para que cada vez mais, participando a mesa que o Senhor nos prepara conforme o salmo, para nos sensibilizar pela graça quanto a Sua presença em cada ser humano. O Senhor pastoreia a cada um de nós, e nós nos tornamos sinais do bom pastor através de ações caritativas, e seremos assim um só em Cristo Jesus, dessa forma não temeremos o juízo, mas teremos a certeza, que é o Senhor quem nos conduz.  

terça-feira, 11 de novembro de 2014

33º Domingo do Tempo comum A

33º Domingo do Tempo comum A

1.                   Informações básicas
- Os talentos 
- Oração – Alegria em servir a Deus de todo coração.
- Leituras: Pr 31,10-13.19-20.30-31; Sl 127; 1 Ts 5, 1-6; Mt 25, 14-30.

2. Esquemas

1º Esquema
O empregado que havia recebido cinco talentos saiu logo... O Talento, como moeda e valor, é entregue ao servo que prontamente o aplica e fá-lo render, da mesma maneira o que recebeu dois, sai prontamente o faz render, são chamados de servos bons e fieis porque o aplicam prontamente, o talento é dado por Deus, e Deus não vê o valor mais a prontidão em aplicar o que Ele nos deu. Prontidão descrita pelo Livro dos Provérbios da mulher forte, a nossa prestação de contas será inesperada, como na segunda leitura, por isso devemos estar sempre prontos a servir e apresentar as nossas contas a Deus.

2º Esquema
Como fostes fiel em tão pouco... A nossa fidelidade está em colocar os talentos recebidos de Deus em prática, e a recompensa eterna será na medida em que os nossos trabalhos brotem desses mesmos talentos. Pois, Deus quer que o sirvamos de todo o coração, mas com alegria, a exemplo da mulher forte, por amar sua família se entrega de bom grado ao serviço, e torna essa família feliz, essa é a verdadeira vigilância e sobriedade no esperar o Senhor.

3º Esquema
Servo mau e preguiçoso... O servo que recebeu um talento e o enterrou, isto é, o apontou para o Xeol, para a morte, por ter uma visão servil de Deus, uma visão de Faraó que colhe onde não plantou, que aumenta a quantidade de tijolos e não fornece a palha, esse servo não consegue servir com alegria, mas vive na escravidão do próprio medo, fixa-se na aparência e no encanto da vida e não na alegria do servir como a mulher do Livro dos Provérbios. Por isso, peçamos a Deus que cada vez mais tenhamos a visão de seu amor para servir como família em torno da mesa do Pai. 


sábado, 1 de novembro de 2014

Dedicação da Basílica do Latrão

Dedicação da Basílica do Latrão

1.                  Informações básicas
- A Igreja: o Corpo de Cristo
- Oração – Templo com pedras vivas.
- Leituras:
Ez 47,1-2.8-9.12; Sl 45; 1Cor 3,9c-11.16-17; Jo 2,13-22.

2. Esquema

 “o Templo do seu Corpo”. Celebrar a dedicação da Basílica do Latrão, a Cabeça de todas as igrejas do mundo, é celebrar o Corpo de Cristo formado por pedras vivas e escolhidas. Somos o Templo de Cristo, mortos pelo Batismo para ressuscitar com Ele, celebramos a consagração do templo de pedra no qual se reúne o verdadeiro templo que é o Corpo de Cristo, dessa Igreja, do lado desse corpo surge o rio de água viva que salva toda a humanidade e quer torná-la um só Corpo com Cristo, somos a construção de Deus, por isso que essa celebração e a graça que dela advém reavive a nossa consciência da graça de sermos as pedras vivas desse corpo.