terça-feira, 7 de outubro de 2014

30º Domingo do Tempo Comum A

30º Domingo do Tempo Comum A

1. Informações básicas
- o Mandamento: Amarás...
- Oração – aumentai em nós a caridade.
-  Ex 22, 20-26; Sl 17; 1Ts 1,5-10; Mt 22, 34-40.



1º Esquema
O maior mandamento da lei...Amarás. As disputas sobre o maior mandamento mostraria que tipo de mestre seria Jesus, e Este igual o amor a Deus com todo o ser é o maior mandamento, mas também o próximo como a si mesmo, amor que é fazer o bem para promover a vida como nos diz a primeira leitura, primeiramente os mais frágeis. Portanto, o amor é concreto e efetivo e não somente questão de discussões, por isso São Paulo afirma que Tessalônica conseguiu chegar a maturidade da fé foi por imitar o Senhor e seus enviados.

2º esquema
Eu vos amo, ó Senhor, sois minha força, o Senhor é o nosso Rochedo, isto é, Ele é a base da nossa vida, nosso sustento, por isso amar com todo o nosso ser esse Senhor é a base da nossa existência, e esse amor ao Senhor nos faz amar o próximo e ver nele a presença de Deus, principalmente no estrangeiro, órfão e viúva, os mais pobres constatar que Deus está nele e ir ao encontro de suas necessidades, assim seremos verdadeiro discípulos do Cristo.

3º esquema
 O segundo é semelhante... Amarás ao teu próximo como a ti mesmo. O mesmo verbo com que descrevemos nosso amor a Deus é como descrevemos nosso amor ao próximo. A sensibilidade para com Deus nasce na medida em que amamos nosso próximo, de forma concreta e ficando feliz pela sua liberdade e vida, nessa medida a fé em Deus será testemunhada verdadeiramente como o foi a fé dos tessalonicenses, assim Deus será amado e Bendito por todos os povos.

29º Domingo do Tempo comum A

29º Domingo do Tempo comum A

1.                   Informações básicas
- Dar a Deus o que é de Deus
- Oração – A graça de servir a Deus.
- Leituras: Is 45, 1.4-6; Sl 95; 1 Ts 1, 1-5; Mt 22, 15-21.


2. Esquemas

Observação exegética – Dar a Deus o que é de Deus. As moedas eram cunhadas com a efígie do governante, imprimir uma imagem supõe que aquele metal toma do poder da autoridade para poder ser trocado como dinheiro. No caso, dar a Deus o que é de Deus, nós temos a imagem de Deus cunhada em nós, conforme a passagem de Gênesis: “E criou Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; macho e fêmea os criou”.[1] Por sermos imagem de Deus, dar a Deus é fazer o ser humano, toda a sua vida ser entregue a Deus como um culto agradável (cf. Rm 12, 1).


1º Esquema
“Dar a César o que é de César”. Como na passagem do Administrador Infiel, somos chamados a aprender a lidar com a riqueza injusta, isto é, com o dinheiro, para aprendermos a lidar com a verdadeira riqueza que é o próprio Deus (cf. Lc 16, 11), por isso somos chamados a ordenar aquilo que é terreno para Deus, na medida que aprendemos a aplicar essa lei das prioridades nos tornamos verdadeiramente cristãos, e como o Segundo Isaías viu em Ciro um enviado de Deus, ver nas limitações do mundo a ação de Deus, aí sim teremos firmeza em nossa esperança, e louvaremos perfeitamente a Deus num canto novo.

2º Esquema
“Dar a Deus o que é de Deus”. A partir do que dissemos acima na observação exegética somos chamados a ver em nós e em cada ser humano a imagem de Deus, a dar o devido valor a isso, portanto dar a Deus é fazer convergir tudo a Ele, é reconhecer que até no doente ou no prisioneiro está a presença de Deus, assim conseguimos relativizar a vida, o poder e a riqueza, como no caso de Ciro, e saber que somente há um só Deus que governa o Universo e ter uma verdadeira caridade servindo a Deus nos irmãos. Isto é a verdadeira glória de Deus.

3º Esquema
Hipócrita, porque me preparais uma armadilha? Se Jesus respondesse simplesmente que era lícito pagar imposto ele estaria a favor do poder opressor, por outro lado, se dissesse que não se deveria pagar imposto seria qualificado como subversivo. Nossas análises tem que seguir a de Jesus, a resposta não é um simples não ou sim, mas saber colocar as coisas no seu devido lugar e fazê-las convergir para Deus. Assim fez o profeta Isaías vendo num governante persa a ação de Deus e São Paulo vê a ação de Deus em Tessalônica, é essa esperança da ação de Deus que nos faz rezar o salmo e pedir que todas as famílias das nações glorifiquem a Deus.



[1]Sociedade Bíblica do Brasil. (1995; 2005). Almeida Revista e Corrigida (Gn 1:27). Sociedade Bíblica do Brasil.

Nossa Senhora Aparecida

Nossa Senhora Aparecida

1. Informações básicas
- Padroeira do Brasil
- Oração – Que o povo brasileiro chegue à pátria definitiva.
-  Est 5,1b-2;7,2b-3, Sl 44; Ap 12,1.5.13a.15-16a; Jo 2, 1-11.

1º Esquema
“Eles não tem mais vinho”. As bodas de Caná podem ser analisadas por vários ângulos, o que a liturgia nos propõe hoje é a intercessão da Mãe do Senhor, ela como representante do povo de Israel, vem interceder para que o vinho da alegria possa voltar a existir na aliança matrimonial entre Deus e seu povo, para a salvação deste, como vemos na primeira leitura Ester pedindo ao rei pela vida de seu povo. Ao contemplarmos Maria como rainha ao lado do rei, queremos pedir que ela interceda pelo povo brasileiro para que possa viver plenamente sua vocação cristã e atingir a pátria definitiva.  

2º esquema
“Fazei o que ele vos disser”. A intercessão de Nossa Senhor tem um objetivo claro, que é restaurar o matrimônio de Deus e seu povo, mas para isso devemos fazer o que Jesus disser, essa obediência é que caracterizou a Imaculada Conceição, bem como Ester, e nós ouvindo a Rainha vestida de Sol queremos fazer o que o Senhor disser, não somente individualmente, mas como povo brasileiro que caminha para a pátria dfinitiva.

3º esquema
“A minha hora ainda não chegou”. A leitura das bodas de Caná reportam para a Cruz, a intercessão de Maria abrange a Nova Aliança conseguida aos pés da Cruz do Senhor, ela nos é dada como Mãe e intercessora e queremos usufruir dessa intercessão, para que o povo brasileiro seja salvo do mal que o assola, como o povo judeu necessitou da intercessão de Ester, assim também nós tendo nossa Rainha para Sempre queremos clamar por sua intercessão para que um dia estejamos na pátria eterna.