segunda-feira, 3 de março de 2014

1º Domingo da Quaresma A

1º Domingo da Quaresma A

1.                  Informações básicas
- o Espírito nos leva ao Deserto Quaresmal
- Oração –  Conhecer Jesus Cristo e responder ao seu amor por uma vida santa
- Leituras: Dt 11, 18.26-28.32; Sl 30, Rm 3, 21-25.28; Mt 7, 21-27


2. Esquemas

1º Esquema
o Espírito nos conduz ao deserto, como conduziu a Jesus, para sermos tentados, provados experimentar a limitação do mundo criado como o Povo de Deus no Deserto, a força do Espírito nos dará a graça de recusar o convite da serpente, de que o conhecimento basta para sermos felizes, recusar sempre de termos a Deus como um mentiroso. Que a graça que superabunda sobre todo pecado possa fortalecer o nosso coração e redescobrindo a graça do batismo nesse deserto quaresmal da nossa vida, possa não somente saber e conhecer, mas experimentar a piedade do Senhor.

2º Esquema
“Não só de pão vive o homem, mas de toda a palavra que sai da boca de Deus”. O nosso alimento é a Palavra de Deus, diante da aparência apetitosa dos frutos do conhecimento e do prazer, o ser humano deve buscar aquele alimento que permanece, a essência da vida que é o próprio Deus. Que nessa quaresma nosso coração possa ter a Jesus Cristo como alimento, conhecê-lo plenamente, esse conhecimento existencial é que nos plenifica como seres humano, os filhos de Eva, e receber o dom abundante da graça de Deus, e sentir na Páscoa eterna a alegria da Salvação.  


3º Esquema
“Não tentarás o Senhor teu Deus!”. No deserto quaresmal a nossa fé deve experimentar a todo momento que Deus cuida de cada um de nós, e não precisamos ficar testando o poder de Deus a todo instante. Essa tentação de ter a Deus em nossas mãos, nos faz desconfiar dele e ter a conseqüência desse pecado em nossa vida. Por isso, somos convidados a arrependermo-nos de nossos pecados, com um coração contrito, clamar pela sua misericórdia, para que possamos em Cristo, o novo Adão, ressuscitar de nossos pecados pelo poder amoroso de Deus.


4º esquema
“Adorarás ao Senhor teu Deus e somente a ele prestarás culto”. O ser humano anseia pelo reconhecimento dos outros, anseia ser adorado como Deus, para isso sonha sempre em ter os olhos abertos e ter o conhecimento de toda e qualquer realidade. Mas, o único conhecimento que nos é dado por Deus, no deserto, onde experimentamos nossa fragilidade humana, é  reconhecer que só Deus basta, somente a Ele prestaremos culto, somente Ele é o centro de nossa vida. Em Jesus  Cristo, no qual superabunda a graça, nosso pecado de sermos como Deus cessa. Que a penitência quaresmal, na qual reconhecemos nossa iniqüidade e que nosso pecado está sempre a nossa frente,  nos ensine a buscar o Único Necessário que é Deus através do conhecimento de Jesus Cristo. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário