terça-feira, 10 de dezembro de 2013

3º Domingo do Advento A

3º Domingo do Advento A

1.                   Informações básicas
- “Ide contar a João o que estais ouvindo e vendo: os cegos recuperam a vista...”
- Oração –  celebrar as alegrias da salvação com intenso júbilo na solene liturgia.
- Leituras: Is 35,1-6.10; Sl 145; Tg 5,7-10; Mt 11,2-11.



2. Esquemas

1º Esquema
“Ide contar a João o que estais ouvindo e vendo: os cegos recuperam a vista...” O Advento é marcado pela espera gozosa do Salvador, nessa espera devemos contemplar os sinais do Salvador, por isso João Batista envia seus discípulos para discernirem os sinais do Messias em Jesus, como também o profeta Isaías discerne os sinais da salvação de Deus na Jerusalém renovada depois dos sofrimentos. Deus vem com a salvação que se encarna na história, nós também devemos vislumbrar os sinais da salvação em meio ao sofrimento, como a paciência do agricultor no cultivar a semente no dizer de São Tiago, por isso que não tenhamos dúvida: o Senhor vem para salvar o povo que é Dele.

2º Esquema
“O que fostes ver no deserto... um caniço agitado pelo vento?” João Batista é o último profeta pois aponta para o Salvador em meio ao seu povo, profeta caracterizado pela firmeza e clareza de posições e não pela hipocrisia que se adapta ao politicamente correto, aos contentamentos humanos, profeta que é exemplo para cada um de nós que estamos no Reino de Deus, chamados a ter a firmeza de posição em prol da salvação de Deus, nada de joelhos vacilantes perante a salvação, mas com passos firmes seguir em frente em nosso trabalho, com a paciência do agricultor, nós também trabalharemos pelo Reino na certeza de que o Senhor nosso Deus reinará para sempre.

3º Esquema

“O menor no Reino é maior do que ele...” O Reino de Deus está no meio de nós e pela graça batismal devemos ser profetas que anunciem a presença do Salvador através de ações concretas de salvação, assim as pessoas terão a certeza de que Deus está no meio de nós, não pela nossa própria força mas pela graça de Deus, isso trará sofrimento mas nós devemos ter a firmeza dos profetas apontando para a Nova Sião, a Jerusalém Celeste, onde não mais haverá dor nem pranto, que Deus nos faça verdadeiros profetas que a exemplo de João Batista preparem o seu advento. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário