terça-feira, 8 de outubro de 2013

29º Domingo do Tempo comum C

29º Domingo do Tempo comum C

1.                  Informações básicas
- Oração persistente
- Oração – A graça de servir a Deus.
- Leituras: Ex 17, 8-13; Sl 120; 2 Tm 3, 14-4,2; Lc 18,1-8.


2. Esquemas

1º Esquema
“Jesus contou aos discípulos uma parábola, para mostrar-lhes a necessidade de rezar sempre e nunca desistir”. A viúva é o ser humano mais desprotegido, não tem mais nada a perder, por isso o juiz injusto tema a sua agressão, pois de um ser humano que sabe-se totalmente indefeso a única coisa que resta é clamar e implorar, assim devemo-nos portar na oração, oração insistência e que não desiste, pois sabemo-nos totalmente dependente de Deus que nos atende. Como também a oração de Moisés, o qual ergue os braços para apontar para Deus. Por isso que nossa oração seja insistente, mas esclarecida pela Sagrada Escritura, para que ao orar saibamos a quem estamos clamando, não a um Juiz iníquo, mas a um Pai que nos educa e do qual sabemos que vem o nosso socorro.

2º Esquema
 “E Deus não fará justiça aos seus escolhidos, que dia e noite gritam por ele?” Escolhidos são aqueles que tem a Deus por Pai, esses como filhos querem pedir e ter o coração uno com seu Deus e Pai, e querem experimentar em suas vidas a salvação que somente pode vir Dele. Filhos que erguem suas mãos para Deus, e a todo o momento em suas vidas tem o coração voltado para Ele, como Moisés, e precisam da ajuda da comunidade para serem verdadeiros homens e mulheres de oração. Assim como Timóteo podem permanecer firmes no Senhor, e qualificados para toda boa obra, sendo discípulos e missionários, testemunhando que é do Senhor que vem o nosso socorro.

3º Esquema

“Mas o Filho do homem, quando vier, será que ainda vai encontrar fé sobre a terra?” A fé, a confiança de que Deus vai nos escutar, é que nos possibilita orar insistentemente e sem qualquer tipo de desistência, a questão que Jesus levanta é será que os seres humanos com a visão de Deus como um juiz iníquo vão ter ainda fé quando Ele retornar, por isso é necessário ter a persistência de Moisés que via a Deus como aquele que tem bondade e misericórdia (cf. Ex 33, 18-20), assim pois Moisés tem fé para interceder pelo povo, pois confia na bondade de Deus para com seu povo, da mesma forma a fé de Paulo que confiantemente aguarda vinda do Senhor ou a de Timóteo, que Deus nos mostre sua verdadeira face e que encontrando N’Ele o nosso socorro hoje possamos ir tranqüilos ao seu encontro na Eternidade. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário