terça-feira, 23 de julho de 2013

19º Domingo do Tempo Comum C

19º Domingo do Tempo Comum C

1. Informações básicas
- Ficai preparados
- Oração – Considera vossa aliança e dai-nos um coração de filhos.
-  Sb 18, 6-9; Sl 32; Hb 11,1-2.8-19.

1º Esquema
“Que vossos rins estejam cingidos e as lâmpadas acesas”... A nossa visão de vigiar, estar preparados, muitas vezes é do servo mau da parábola dos talentos, é uma espera de medo e ódio ao senhor, nossa espera é estar de rins cingidos, estar a serviço dos irmãos assim agradaremos ao Senhor e por outro lado uma espera de lâmpadas acesas, imbuídos pela Palavra de Deus, iluminados por Ela tomaremos decisões corretas e justas nesse serviço, assim foram os que experenciaram a libertação pascal do Egito, e nós queremos também esperar como os santos esperaram, com fé plena, fé que leva a atos de bondade, como diz a Carta aos Hebreus, já possuímos realidade que não se veem, como? Pelo nosso agir em Deus, como nos é mostrado em tantos exemplos, por isso que sejamos justos que se alegram no Senhor.

2º esquema
“Ficai preparados”... O Senhor nos convida a estarmos preparados, isto é, em serviço e não dormindo ou bebendo ou castigando outros, o melhor modo é esperar na caridade baseada na fé, como vemos nos exemplos de Abraão que obedeceu e partiu para  terra, ou de Sara que acreditou na promessa mesmo sendo estéril, e tantos outros homens e mulheres de fé, que colocaram não somente uma crença qualquer na existência de Deus, mas que se entregaram totalmente a Ele, como aqueles que na noite da libertação do Egito, em meio a aflições creram e celebraram, pois temos fé que Deus pousa o olhar sobre os que o temem.

3º esquema
“O Filho do homem vai chegar na hora em que menos esperardes”... Fé é expectativa, é esperar o Senhor voltar, por isso não adianta querer saber o futuro, o dia da morte, e numa tentativa infantil querer ter o destino nas próprias mãos, mas o certo é ter fé e nessa fé, por obras de justiça, iluminados pela Palavra, esperar o Senhor voltar, como Abraão, crer na promessa e seguir em frente, viver essa vida já na posse da eternidade, das coisas do céu, essa deve ser a vida do cristão, por isso clamamos “Sobre nós venha, Senhor, a vossa graça, da mesma forma que em vós nós esperamos!”.


Um comentário: