sexta-feira, 14 de junho de 2013

14 º Domingo do Tempo Comum C

14 º Domingo do Tempo Comum C

1.                  Informações básicas
- Discípulos-missionários
- Oração –  Dai aos que libertastes as alegrias eternas
- Leituras: Is 66, 10-14; Sl 65; Gl 6, 14-18; Lc 10,1-12.17-20.


2. Esquemas

1º Esquema
 “A messe é grande, mas os trabalhadores são poucos”  O desejo de Jesus é que o Evangelho seja anunciado e realize a salvação a todos os seres humanos trazendo a paz, a paz entre Deus e os homens, é pois desejo de Deus que essa paz corra como um rio entre os seres humanos,e homens entre si, para isso é preciso que Deus suscite discípulos-missionários que vão para anunciar o Evangelho e realizar a obra da salvação, para isso cada discípulo-missionário deve como Paulo configurar-se ao Cristo Morto e Ressuscitado, para que toda a terra glorifique ao Senhor nosso Deus.

2º Esquema
“A paz esteja nesta casa”... Os discípulos são convidados para em comunidade (dois a dois) anunciarem a obra de salvação trazida pelo Cristo morto e ressuscitado, para isso devem confiar plenamente na Providência de Deus e se entregar, como Paulo, totalmente a Deus, sendo concrucificados com Cristo anunciarem a paz e realiza-la por atos de salvação, para que toda a terra aclame ao Senhor nosso Deus.

3º Esquema

“Ficai alegres porque vossos nomes estão escritos no céu” o discípulo missionário anuncia o Reino e com prodígios e portentos advindos da graça de Deus estabelecem o pleno relacionamento entre Deus e os homens, e homens entre si, realizando a profecia de Isaías que a paz corra como um rio entre os seres humanos, mas esse discípulo-missionário deve primeiramente configurar-se ao Cristo morto e ressuscitado, morrer com Cristo para ressuscitar com Ele, assim anuncia a salvação, mas também a realiza em sua própria vida, e assim todos unidos glorificam ao Senhor nosso Deus. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário