sábado, 8 de junho de 2013

11º Domingo do Tempo comum C

11º Domingo do Tempo comum C

1.                  Informações básicas
- Perdoada porque amou muito
- Oração –  Dai-nos vossa graça para poder agir conforme a vossa vontade.
- Leituras: 2 Sam 12, 7-10.13; Sl 31; Gl 2, 16.19-21; Lc 7, 36-8,3.

“Porque o amor apaga uma multidão de pecados” (1 Pd 4, 8)

2. Esquemas

1º Esquema
“Se este homem fosse um profeta...” O raciocínio hipócrita é sempre desumanizante, sempre julgando as pessoas pelos seus defeitos, Simão (etimologicamente ouvir, deveria aprender a ouvir a Deus) fecha-se no passado da mulher e não vê a expressão do seu amor, que apaga uma multidão de pecados, Jesus acolhe plenamente a demonstração do amor dessa mulher, acolhe o que ela pode oferecer como arrependimento, assim faz Deus acolhendo o arrependimento de Davi, nós também somos justificados pela nossa fé, pela nossa entrega a Deus e não pela nossas obras, mas sim pela graça que age pela caridade (Gl 5, 1), assim é sempre, sempre feliz o homem que foi perdoado.

2º Esquema
“porque ela mostrou muito amor”. (ἠγάπησεν πολύ – amou muito) A mulher demonstrou, extravasou em seu amor, através dos beijos nos pés de Jesus, através das lágrimas e dos cabelos (símbolo da sensualidade feminina) tudo é colocado aos pés do mestre para mostrar arrependimento e fazer o bem, uma dedicação plena, e assim mostrar que muito ama, diferente do hipócrita que tratou Jesus com formalidade fria e não conseguiu demonstrar nenhum afeto amoroso, essa demonstração abre-a ao perdão de Deus, como Davi diante de seu enorme pecado, arrepende-se e consegue o perdão, somos convidados então a nos unir a Jesus Cristo, acolher sua entrega para assim sermos perdoados pela graça de Deus e não pelo orgulho do fazer, assim confessamos que somos fracos e pecadores e acolhemos o perdão, a graça de Deus.

3º Esquema
“àquele a quem se perdoa pouco mostra pouco amor”... O perdão de Deus, o amor de Deus por nós é o começo do nosso amor por Ele e para com todos, por isso diante da abertura amorosa da mulher, o perdão é dado e assim ela é reabilitada em seu amar e em sua vida, como Davi, que com o perdão de Deus experimente verdadeiramente o amor de Deus. Nós todos somos convidados a nos abrir à obra salvadora de Cristo e abrir-nos à sua entrega na Cruz para que Ele viva em nós, e como ícones de seu amor, com Ele pregados na Cruz, demonstrar por nossos atos e nossas palavras a sua presença amorosa. Por isso, é sempre feliz o homem que foi perdoado.


Obs – Um aspecto que pode ser tratado na homilia deste dia é o acolhimento de Jesus das mulheres e da missão destas na obra evangelizadora, bem diferente do uso que Davi faz de Betsabéa, da visão do fariseu hipócrita e de toda a sociedade. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário