segunda-feira, 27 de maio de 2013

9º Domingo do Tempo comum B

9º Domingo do Tempo comum B

1.                   Informações básicas
- Todos são chamados à salvação
- Oração –  Que Deus nos dê o que for útil.
- Leituras: 1 Rs 8, 41-43; Sl 116; Gl 1,1-2.6-10; Lc 7, 1-10.


2. Esquemas

1º Esquema
“Havia lá um oficial romano....” Um oficial romano pede a Jesus que cure o seu empregado, oficial que demonstra plenamente a fé no poder de Jesus, porque crê que Jesus ordenando a cura acontecerá. A salvação entra no coração desse oficial e de seu servo, por causa da fé daquele, cumprindo assim a oração de Salomão (1ª leitura) que pede a Deus que todo estrangeiro que se apresentar ao Templo seja atendido em seus pedidos, o Evangelho verdadeiro chegou aos pagãos e somos chamados a proclamar esse Evangelho de salvação a todos os povos.

2º Esquema
“Mas ordena com a tua palavra, e o meu empregado ficará curado” ... Fé não é somente acreditar, pois até os demônios assim o crêem, fé é dar nosso assentimento sobre a Verdade do Evangelho, e foi essa obediência da fé que o oficial romano deu à palavra de Jesus, crendo plenamente na eficácia de sua ordem. Fé que leva a Salomão construir um templo que seja o lugar (maqon) no qual o estrangeiro se apresentaria diante do Deus de Israel e seria atendido, Evangelho eficaz que São Paulo prega e não apenas palavra humana, e que hoje pregamos a todos os povos.

3º Esquema
“Eu vos declaro que nem mesmo em Israel encontrei tamanha fé”. Jesus se encontra com pessoas que o desprezam pela sua humanidade e não tem fé, ou interesseiras somente pela cura, ou presas a um legalismo vazio, enfim o oficial, despojado de preconceitos e tendo uma obediência madura, crê plenamente na palavra de Jesus e na sua eficácia, é essa a fé que Jesus elogia, pois como o estrangeiro da primeira leitura, chegou a hora em que os pagãos viriam à Israel para buscar a Deus e seriam atendidos, tendo o Evangelho como palavra de Deus, palavra da Verdade revelada, e nela colocar a vida, e que cada um de nós proclame esse evangelho a todos os povos.


segunda-feira, 20 de maio de 2013

SANTÍSSIMA TRINDADE C




SANTÍSSIMA TRINDADE C

1.                  Informações básicas
- Deus Uno e Trino
- Oração – a verdadeira fé: reconhecer a glória da Trindade e adorar a Unidade
- Leituras: Pv 8, 22-31; Sl 8; Rm 5,1-5; Jo 16, 12-15


2. Esquemas

1º Esquema
Receberá do que é meu... Falar em Santíssima Trindade é falar em relação, partindo das três Pessoas, contemplamos o seu relacionamento eterno, relacionamento de comunhão eterna na Unidade Santíssima, relacionamento apresentado na primeira leitura, cuja Sabedoria de Deus personificada como a grande arquiteta da criação mostra que tudo foi feito em comunhão com Deus, e somos chamados a essa relação na Unidade Eterna pelo Espírito que foi derramado em nosso coração e que nos faz glorificar ao Deus Uno e Trino para sempre.

2º Esquema
“Tudo o que o Pai possui é meu”... Cremos num Único Deus, mas não solitário, pois as Três Pessoas vivem na relação da Unidade Eterna, por isso Jesus, a Sabedoria Encarnada, pode proclamar que Ele está inteiro no Pai e o Pai está inteiro Nele, Sabedoria que fica feliz em brincar na presença de Deus, e por essa Sabedoria ou Palavra encarnada, por sua mediação recebemos a graça de nos tornarmos filhos de Deus e templos do Espírito Santo, e assim na comunhão eterna contemplar a Deus para sempre.


3º Esquema
“Pois ele não falará por si mesmo, mas dirá tudo o que tiver ouvido”. Deus é Uno e Trino, adoramos Deus que é Pai, Filho e Espírito Santo, reconhecemos a glória da Trindade e adoramos a Unidade onipotente. Por isso pelo Espírito Santo, participamos desse Mistério de Amor, porque esse amor foi derramado em nosso coração no Batismo e pela Palavra Eterna de Deus, que criou o universo e chamou cada ser a Vida como ouvimos na primeira leitura, se encarnou e se tornou o Mediador, Jesus Cristo, que pela sua morte e ressurreição nos justifica pela fé, e assim nos possibilita clamarmos Abbá, Pai. Que toda a criação possa glorificar o Santo Nome de Nosso Deus: Pai, Filho e Espírito Santo.

segunda-feira, 13 de maio de 2013

Pentecostes


Pentecostes

1. Informações básicas
-  E todos ficaram repletos do Espírito Santo
- Oração – Derramai sobre a extensão do mundo os Dons do Espírito Santo.
- 1ª Leitura At 2, 2,1-11; Sl 103; 1 Cor 12, 3-7.12-13; Jo 20, 19-23


2. Esquemas

1º Esquema
“Recebei o Espírito Santo” O ressuscitado glorificado dá à sua Igreja o dom Espírito Santo para a reconciliação total com Deus e com os irmãos, somente tal reconciliação pode dar a paz ao coração humano. Essa obra do Espírito continua na História fazendo e realizando as maravilhas de Deus, e a reconciliação do ser humano com Deus, pois agora cada ser humano pode entender a Deus em sua própria língua e assim na Igreja formarem um só Corpo, por isso que Deus envie seu Espírito e renove sua Aliança.

2º esquema
Jesus sopra sobre os apóstolos dando o Espírito Santo, o mesmo vento sobre os apóstolos os constitui como Igreja evangelizadora que leva o Evangelho do Cristo morto e ressuscitado a cada um dos seres humanos, cada um em sua própria língua pode ouvir e cada um na sua especificidade pode viver a graça de Deus para o bem comum, por isso que Deus por seu Filho envie seu Espírito e renove o coração humano.

3º esquema
A quem perdoardes... A Igreja é constituída pelo Espírito, todos e cada um formam um só corpo bem unido, mas que mantém sua especificidade, judeu ou grego, livre ou escravo, pelo batismo formamos um só corpo, essa é a novidade do vinho novo, a nova comunidade do Espírito agora pode ouvir na sua própria linguagem o anuncio do amor de Deus.

4º esquema
Realizai agora as maravilhas que operastes no início da pregação do Evangelho. O Dom do Espírito não é somente para os apóstolos, como diria Sto Agostinho, na medida da nossa fidelidade à Igreja recebemos o Espírito para nos reconciliar com Deus e assim nos constituir um só corpo. Por isso, que Deus pelo seu Filho nos envie seu Espírito e nos faça verdadeira Igreja para renovar a face da terra.

sábado, 4 de maio de 2013

Ascensão do Senhor C


Ascensão do Senhor C

1.                  Informações básicas
- Jesus está à Direita do Pai e nos envia o Espírito Santo
- Oração –  A ascensão do vosso Filho já é nossa vitória
- Leituras: At 1, 1-11; Sl 46; Ef 1, 17-23; Lc 24, 46-53.


2. Esquemas

1º Esquema
“Assim está escrito: O Cristo sofrerá e ressuscitará dos mortos ao terceiro dia e no seu nome serão anunciados a conversão e o perdão dos pecados a todas as nações, começando por Jerusalém... " Pela ascensão a carne humana está imersa na Trindade para sempre, está na glória, o Cristo ao subir aos céus nos ordena a fazer com que todos os povos estejam na comunhão da Trindade até o dia em que o Cristo voltará glorioso, quando será tudo em todos.


2º Esquema
A ascensão do Senhor já é nossa vitória... Em Cristo espiritualmente já assumimos a vitória da ressurreição pela ação do Espírito Santo, por isso cada um de nós deve viver como ressuscitados buscando as coisas do alto onde Cristo está, até o dia em que as trombetas tocarem e Ele voltar glorioso para julgar vivos e mortos.

3º Esquema
Eu enviarei sobre vós aquele que meu Pai prometeu. Por isso, permanecei na cidade, até que sejais revestidos da força do alto... Pela ascensão do Senhor, Ele não fica distante de cada um de nós, muito pelo contrário Ele se torna mais perto pela ação e na força do Espírito Santo. Por isso, em Liturgia aclamamos o Senhor que se eleva até o dia em que estaremos todos junto com Ele.