sábado, 9 de fevereiro de 2013

Quarta-feira de Cinzas


Quarta-feira de Cinzas

1.                  Informações básicas
- Jejum, Oração e Esmola autênticos
- Oração –  penitência que nos fortalece contra o mal.
- Leituras: Jl 2, 12-18; Sl 50; 2 Cor 5, 20-6,2; Mt 6, 1-6.16-18


2. Esquemas

1º Esquema
A esmola é o símbolo do meu relacionamento caritativo com o próximo, por isso esse relacionamento tem como objetivo único fazer o bem por amor a Deus, que é o conceito de caridade cristã, realizar esse tipo de ação com qualquer outro tipo de intenção é querer ser pago, é querer recompensa que não é Deus. Por isso, o rasgar o coração e que nessa quaresma reconheçamos que às vezes nossas intenções desviam-se de Deus no nosso amar. Por isso, que Deus crie em nós um coração puro, um coração com intenções corretas nesta quaresma.


2º Esquema
Não rezar para ser visto pelos homens, nosso relacionamento com Deus é no fundo do coração, é no nosso quarto interior, esse relacionamento intimo não deve ser causa de aparecer, de receber o aplauso dos seres humano. A nossa volta para o Senhor, nossa teshuvá, deve ser feita a partir de dentro. Devemos então, ouvir São Paulo que nos diz, deixai-vos reconciliar com Deus, nos reaproximar Dele, fica a critério de nossa liberdade. Nessa quaresma, nossa oração deve sempre nos auxiliar nessa volta e reaproximar de Deus, de tal forma que tenhamos a certeza a alegria de sermos salvos.


3º Esquema
O jejum nos faz experimentar que somos criaturas, somos seres humanos limitados, e nessa limitação, somos chamados a vermos que somos sombra que passa e que a única recompensa é Deus, por isso qualquer esforço não deve ser objeto de reconhecimento humano, mas de encontro com Deus, descobrir em nós a essência do que somos. O jejum verdadeiro é voltar-se para Deus, para que Ele se volte para nós, aí sim a quaresma se torna um tempo favorável, um tempo de reencontro com Deus e com os irmãos e aí preparar o louvor eterno da Páscoa.

4º esquema

Convertei-vos e crede no Evangelho, o experimentar-se como criatura que vai morrer nos deve fazer voltar para Deus, nos deve ter a Deus como o objeto de nosso jejum, oração e esmola, exclamemos: “Piedade, ó Senhor, tende piedade porque pecamos contra vós” e de tal modo que Ele acolha nosso arrependimento e nos perdoe e ao final dessa quaresma experimentemos a reconciliação com Deus para sempre na Páscoa eterna. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário