segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

5º Domingo do Tempo comum C


5º Domingo do Tempo comum C

1.                   Informações básicas
- Vocação: Deus chama.
- Oração – só confiamos em vossa graça, protegei-nos.
- Leituras: Is 6,1-8; Sl 137; 1 Cor 15, 1-11; Lc 5, 1-11.


2. Esquemas

1º Esquema
“Avança para águas mais profundas”... Vocação é Deus quem chama, e não chama para nada, mas sim para uma missão específica. A característica daquele que é chamado é que escuta a voz do Senhor que chama, nessa obediência acata uma missão específica e Deus o constitui pela graça como seu enviado, como Jesus constitui Pedro, Tiago e João, as colunas da Igreja, como também purifica os lábios do profeta Isaías para ele proclamar a Palavra, bem como São Paulo é constituído missionário da Morte e Ressurreição do Senhor Jesus, da mesma forma cada um de nós deve ouvir a voz de Deus que chama e realizar a sua missão, assim prestamos a verdadeira adoração ao Senhor para que toda a terra reconheça que Deus é Deus.

2º Esquema
“Senhor, afasta-te de mim, porque sou um pecador!”... Um ingrediente fundamental no chamado é o reconhecimento da própria indignidade, não numa humildade falsa, mas reconhecer-se criatura diante de Deus e reconhecer que se somos vocacionados à missão o somos pela graça, como nos diz São Paulo, sou o que sou pela graça de Deus, nessa experiência sabemos que só Deus é que nos constitui na vocação, por isso é Deus purifica com a brasa do altar os lábios de Isaías para que este proclame as maravilhas de Deus, no mesmo sentido São Paulo reconhece-se indigno da missão, porque ele perseguiu a Igreja de Deus, por isso ele é um nascido para a missão fora do tempo (um aborto) um tirado a força para a missão. Também nós queremos encontrar e viver nossa vocação, mas reconhecendo nossa indignidade perante o chamado batismal, nos prostramos diante de Deus e com os anjos o adoramos.

3º Esquema
“De hoje em diante tu serás pescador de homens”... O mar é o símbolo maior do caos, que reconhecemos também no mundo, por isso São Pedro é constituído pescador de homens, ter a missão de tirar o homem do caos e levá-lo ao Reino de Deus. Diante do chamado, eles deixam tudo e seguem os passos de Jesus, para levar a muitos ao Reino, a disponibilidade é outra marca da vocação, da mesma forma Isaías ao ouvir o apelo do Senhor diante da missão, se prontifica: “Aqui estou! Envia-me”. São Paulo da mesma maneira por demonstra que trabalhou prontamente, junto com os outros apóstolos, para a salvação das pessoas. Que Deus nos dê essa prontidão para sermos discípulos missionários, e termos a ambição de que todos os reis e povos da terra, junto com os anjos no céu, louvem ao Senhor, nosso Deus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário