segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

4º Domingo do Tempo comum C


4º Domingo do Tempo comum C

1.                   Informações básicas
- Vocação.
- Oração – adorar-vos com todo o coração.
- Leituras: Jr 1,4-5.17-19; Sl 70; 1Cor12,31-13,13; Lc4,21-30.


2. Esquemas

1º Esquema
“Não é este o filho de José?”... Jesus é o Messias, a Palavra de Isaías se cumpre no hoje da liturgia, porém, seus conterrâneos não conseguem transpor as muralhas da humanidade de Jesus e prendem-se às aparências, não conseguem ver além do filho do carpinteiro, nessa medida não tem fé, não conseguem crer que Deus age em Jesus, o mesmo sofrimento teve Jeremias, como apresentado no relato de sua vocação, Deus já avisa que o seu povo faria guerra contra ele, mas no final o profeta venceria, também nós nesse mundo caótico somos convidados a ser profetas do amor e trabalhar pela caridade cristã, caridade benigna, pacífica, sem interesse, mas sabendo que perseguições virão, mas no final o amor prevelacerá, por isso que como profetas do amor nossa boca anuncie sempre as graças incontáveis do Senhor.

2º Esquema
“Nenhum profeta é bem recebido em sua pátria”... Diante da incredulidade de seus conterrâneos que se prendem à sua humanidade e não conseguem ver a ação de Deus, Jesus proclama que nenhum profeta é reconhecido em sua pátria, por isso os estrangeiros, que não se prendem às origens do profeta tem fé que Deus age nele, pois o profeta a exemplo de Jeremias, é chamado desde o ventre materno, não é profeta por desejo, mas por vontade de Deus, nós também predestinados por Deus para amar, para viver a caridade, devemos ser profetas nesses tempos difíceis, até o dia em que na assembléia eterna louvaremos para sempre o Senhor, porque Ele foi nosso apoio desde o ventre de nossa mãe, desde antes que nascêssemos.

3º Esquema
“Jesus porém, passando pelo meio deles, continuou o seu caminho”.... O Evangelho foi escrito sob a ótica de Cristo morto e ressuscitado, Ele é o profeta das nações no cumprimento da profecia de Jeremias, Jesus foi chamado desde o ventre para ser o Messias, porém encontra a incredulidade de seu conterrâneos e diante dela não se arrefece, mas pedagogicamente mostra a falta de fé deles, e proclama que eles não reconhecem um profeta no seu meio porque se prendem às aparências humanas, da mesma forma Jeremias, o profeta mais parecido com Jesus, sofreria a incompressão de sua mensagem, e nós também amamos e queremos amar como Jesus, também desde o ventre chamados a isso, e não é nada diferente também, sofreremos incompreensões, mas na certeza de que o amor encontrará sua perfeição na eternidade, o que realizamos aqui terá seu cume na eternidade, e para sempre proclamaremos as graças incontáveis do Senhor. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário