segunda-feira, 5 de novembro de 2012

32º Domingo do Tempo Comum B


32º Domingo do Tempo Comum B

1. Informações básicas
- o maior é o menor
Oração – Alegria em servir a Deus de todo coração
-  1 Rs 17, 10-16; Sl 145; Hb 9, 24-28; Mc 12, 38-44.

Nota exegética: A viúva, dentre os quatro tipos de mulher que simbolizavam o Povo de Deus (as outras três: a virgem, a prostituta, a adúltera), era a tipificação mais infeliz, desamparada e mendicante, porque significaria que o marido estava morto, para o povo Deus não existiria, não atuaria mais.

1º Esquema
“devoram as casas das viúvas”, a viúva deveria ser amparada pelo povo como o é por Deus, cf. Salmo, por isso explorar ainda se utilizando do nome de Deus para isso do ser humano fraco é afrontar o próprio Deus, que na pessoa de Elias vai ao encontro do fraco e restitui a vida da viúva e de seu filho, como Jesus que passando por todo o sofrimento apresenta-se perante o Pai como nosso mediador em nosso favor.

2º esquema
A viúva depositou aquilo que possuía para viver... A viúva confiante, mesmo em meio a sua pobreza ainda confia em Deus, ainda espera que Deus cumpra a sua promessa e ampare  a viúva e o órfão, confiança que a viúva de Sarepta teve em Elias e foi recompensada, pois a Providência de Deus não permitiu que se faltasse nem óleo nem trigo, assim Jesus experimentando a nossa orfandade hoje na presença de Deus intercede em nosso favor para nos sustentar em nossa vida até o dia em também nós atravessaremos o véu da morte para a salvação eterna.  

3º esquema
Pobre vivua que deu duas pequenas moedas, que não valiam nada. .. Deus é o Criador, tudo Dele veio e tudo a Ele voltará, também nós somos convidados a dar tudo o que temos, a confiar plenamente em Deus com aquilo que temos e somos, como a viúva de Sarepta, confiar em Deus, e saber que não somente do ponto de vista financeiro mas em tudo, se confiarmos em Deus,  a sua Divina Providência nos guiará para o bem, até o dia em seremos julgados pelo Cristo que se entregou totalmente por nós e nos resgatou da vida de pecado. Que o Senhor que é fiel para sempre e faz justiça ao oprimido, convença nosso coração a confiar plenamente n’Ele. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário