segunda-feira, 6 de agosto de 2012

19º Domingo do Tempo Comum B


19º Domingo do Tempo Comum B

1. Informações básicas
- O Pão da vida
- Oração – Considera vossa aliança e dai-nos um coração de filhos.
-  1 Rs 19,4-8; Sl 33; Ef 4,30-5,2; Jo 6,41-51.

1º Esquema
E o pão que eu darei é a minha carne dada para a vida do mundo. Jesus é o pão da Vida descido do céu, e é Ele mesmo quem dá o pão para ser comido, o pão da vida deve ser crido, mas também deve nos alimentar, pão que nos dá a vida eterna em meio ao deserto da vida, da mesma forma que Elias passando por uma experiência de morte necessitou do pão para chegar ao encontro de Deus no Horeb também nós precisamos do pão Eucarístico para chegar até o céu, pão que é a carne dada para a vida do mundo, entrega feita na cruz e que permanece até a eternidade, por isso, nesta celebração não só saibamos mas provemos quão suave é o Senhor.

2º esquema
Eis aqui o pão que desce do céu: quem dele comer nunca morrerá. A vida nos é comunicada não somente pela via do conhecer a Palavra, mas de comê-la, a Palavra se faz carne e se torna alimento para cada ser humano para que tenha a vida eterna, nas nossas experiências de morte, como de Elias precisamos do pão que nos dá a vida, dado por aquele que experimentou plenamente a morte e se entregou por nós, comamos o pão da Entrega de Jesus, para contemplarmos para sempre a face de Deus.

3º esquema
Eu sou o pão da Vida. Jesus é o nosso alimento pela fé nos aproximamos dele, ele mata toda a nossa sede de vida através do banquete eucarístico, e dessa experiência de vida que nos alimenta no deserto da morte, como Elias, deve já trazer aqui uma experiência de céu, por isso o homem eucaristizado deve banir de sua vida toda palavra e atitude de morte como nos diz São Paulo, e associado à Entrega suprema de Jesus na Eucaristia, seu sacrifício presente, já contempla aqui a face de Deus e experimentar sua suavidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário