segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Natal Dia


Natal Dia

1.                  Informações básicas
- Deus assume a natureza humana
- Oração – dai-nos participar da divindade de vosso Filho.
- Leituras: Is 52, 7-10; Sl 97; Hb 1,1-6; Jo, 1,1-18.

2. Esquemas

1º Esquema
E a Palavra se fez carne e armou tenda entre nós... Deus acompanhou seu povo no deserto habitando em Tenda, o símbolo maior de ser nômade, daqueles que no deserto procuram a terra prometida, agora a Tenda de Deus não é feita de pele de animal, mas de pele humana, Deus assume totalmente a natureza humana, para nos fazer participar da divindade, como em Hebreus, esses tempos são os últimos porque o que foi anunciado foi cumprido Deus envia seu próprio filho, essa é a mensagem maior do profeta Isaías, o anúncio da redenção do exílio chegou, a Salvação de Deus se faz presente para sempre no meio da humanidade.

2º Esquema
No Princípio era a Palavra... A expressão plena de Deus, o esplendor da glória do Pai, Eterno, se faz carne, e agora Deus entra em relação plena com o ser humano através de uma criança, a Palavra que se faz carne pela ação do Espírito e nasce, agora vemos e ouvimos Deus num ser humano, o relacionamento é pleno e somos agora em Cristo gerados filhos de Deus, participantes da Divindade nascemos agora por vontade de Deus, o Natal é essa alegria plena anunciada pelos profetas, Deus quer que estejamos com Ele e nos propicia isso na Palavra que se faz Carne.

3º Esquema
E a luz brilha nas Trevas, a Palavra é luz para os passos humanos, agora essa Palavra não está mais escondida no recôndito da Divindade, mas se manifestou entre nós, para que cada ser humano possa participar da Divindade não como escravo mas como filhos gerados pela graça trazida por Cristo. No Filho do Pai encarnado e nascido contemplamos o Mistério de Deus que se manifesta historicamente, cada um de nós é convidado a contemplar a salvação de Deus e anunciar ao mundo, A Salvação de Deus se fez carne e armou tenda entre nós.    

Nenhum comentário:

Postar um comentário