segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

4º Domingo do Advento B


4º Domingo do Advento B

1.                   Informações básicas
- Eis que conceberás...
- Oração –  conhecendo pela mensagem do anjo a encarnação de vosso Filho.
- Leituras:2Sm7,1-5.8-12.14.16; Sl 88; Rm 16,25-27; Lc 1,26-38.


2. Esquemas

1º Esquema
Eis que conceberás... Na proximidade do Natal, o mistério da Encarnação é vivido na Liturgia do quarto domingo do Advento. Maria, a cheia de graça, acolhe em seu seio o Verbo de Deus, a salvação é propiciada pelo sim de Maria, sim que acolhe a promessa dada a Davi de que um filho seu, seria assumido totalmente por Deus, a epifania do mistério se aproxima, mistério manifestado na História, que consiste na essência do Cristianismo. A esse mistério manifestado, da encarnação do Verbo e seu nascimento, somos chamados a participar no Natal.


2º Esquema
Alegra-te, cheia de graça... O espírito do Natal, é a gratuidade que nos proporciona uma alegria que brota da graça de Deus, a exemplo de Maria Santíssima, esse espírito brota da encarnação do Verbo, mistério manifestado na carne, e que nos exige a obediência da fé, por isso o melhor modo de nos prepararmos para o Natal é a acolher o Dom da Redenção, que cada presente, cada desejo, que a preparação das mesas, esteja presente esse espírito de Doação de Deus, que nos faz ser doantes também a nossos irmãos e irmãs, e assim cantantes do amor de Deus. .


3º Esquema
Eis que conceberás e darás a luz um filho... Deus nos salva por uma família constituída, o Verbo encarna-se e assume todo o processo de formação humana numa família, e a Mãe aqui acolhe-o com Fé, acolhe o filho de Davi, que tem a Deus por Pai, como cumprimento da profecia de Natan. A salvação cristã não é somente um pensamento positivo reforçado a cada ano, mas é Deus que adentra à História humana para redimi-la, hoje é o momento de acolhermos esse mistério manifestado na carne, o nosso sim se assemlhe ao de Maria, para que também participemos da Aliança do Senhor.  

Um comentário:

  1. Alegra-te, cheia de graça... O espírito do Natal, é a gratuidade que nos proporciona uma alegria que brota da graça de Deus, a exemplo de Maria Santíssima, ainda não entendemos o verdadeiro Espirito do Natal...precisamos sermos solidarios...conosco tb...

    ResponderExcluir