quinta-feira, 26 de maio de 2011

6º Domingo da Páscoa A


6º Domingo do Tempo Pascal A

1.                  Informações básicas
- Jesus envia o Paráclito
- Oração – celebrar com júbilo o Mistério Pascal para a vida a corresponder ao mistério.
- At 8, 5-8.14-17; Sl 65; 1 Pd 3, 15-18; Jo 14, 15-21

2. Esquemas

1º Esquema
“O Pai vos dará um outro defensor”, muitas vezes vivemos como se estivássemos sozinhos, a mercê de nossas próprias decisões, celebrar o Mistério Pascal nos leva a ter a consciência de que somos fracos e necessitamos de Deus, e que Ele está perto de nós como um defensor, um exortador, aquele que nos auxilia na caminhada da vida, o Espírito Santo acompanha-nos como a Igreja nascente realizando sua obra, e dentro de nós para que nossas decisões sejam conforme a vontade de Deus, por isso, Bendito seja Deus que me escutou e não rejeitou minha oração.

2º Esquema
“Não vos deixarei órfãos”, a orfandade é a experiência suprema da solidão, a morte e ressurreição, a saída do Senhor Jesus do plano visível não é abandono, muito pelo contrário, em nós e através de nós o Espírito Santo atua na Igreja para que o mundo todo experimente também que Deus cuida de cada um de nós, e possamos então dar a razão de nossa esperança, não como uma esperança fortuita e vã, mas testemunhada no Espírito, para que a terra inteira reconheça que o Senhor é Deus.

3º Esquema
“Quem acolheu os meus mandamentos e os observa, esse me ama”, a obra de Deus em nós santifica nos nossos corações para cumprirmos obras de Justiça, não por nós mesmos mas pela ação do Espírito Santo em nós. O desejo de Deus é que cada ser humano experimente sua presença e sua atuação, como os Samaritanos, rejeitados pelos judeus, mas agora assumidos por Deus no Espírito Santo. Por isso, que cada ser humano, glorifique a Deus pelo cântico de salmos e pela vida. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário